Mantenha a piscina limpa e tratada

Infectologista orienta para atenção redobrada com higiene na área de lazer e garante que vírus não resiste ao desinfetante clorado.

A ANAPP reforça o alerta para que a população adote cuidados preventivos contra a doença respiratória Covid 19 – provocada pelo novo coronavírus. A Associaçãoentende a importância de, no atual momento, levar às empresas e aos profissionais do setor, que atuam como agentes multiplicadores de conhecimento para o consumidor, informações técnicas. A entidade destaca as orientações dos agentes públicos e médicos especialistas, como evitar aglomerações, sem contato físico com outras pessoas – apertos de mão, abraços e beijos – e mãos sempre limpas e etiqueta social ao tossir ou espirrar. Outro aspecto é manter a água da piscina limpa e tratada para evitar o mosquito da Dengue.

Em entrevista à Revista ANAPP, o médico infectologista Marcos Antonio Cyrillo e diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia e do hospital IGESP (Instituto de Gastroenterologia de São Paulo) observa a importância de concentrar a atenção aos cuidados sanitários na área de piscinas e também pessoais. Vale lembrar, ainda, que a recomendação vale para o entorno e outras áreas de convivências e condomínios, clubes e etc.

ANAPP – Neste momento de propagação do coronavírus, frequentar as piscinas aumenta o risco de contaminação ou apenas devem ser intensificados os cuidados sanitários praticados pelos parques aquáticos, academias de natação, clubes, hotéis e condomínios com piscina?

Marcos Cyrillo – Considero que os cuidados praticados atualmente são adequados à prevenção do coronavírus. E sabemos da possibilidade da transmissão por fezes (o que serve de alerta).

ANAPP – Quais as recomendações para as pessoas que frequentam piscinas?

MC – Elas devem avaliar prioritariamente as condições de higiene dos locais e adotar medidas de proteção. Por exemplo, caso apresentem doenças respiratórias, gastrointestinais ou de pele não devem frequentar as piscinas. Outro cuidado essencial é adotar bons hábitos de higiene, utilizar a etiqueta da tosse (cobrir a boca e o nariz com a parte interna do braço), levar uma vida saudável para manter a imunidade (alimentação adequada, não fumar, dormir adequadamente, beber água regularmente e não ingerir álcool em excesso).

ANAPP – Quais as recomendações para clubes, parques aquáticos, academias de natação, clubes, hotéis e condomínios com piscina?

MC – Os clubes devem realizar exames médicos periódicos. As pessoas com sintomas respiratórios ou lesões de pele devem ser orientadas a procurar atendimento médico antes de frequentar as piscinas. É importante ainda que o controle da água e da cloração seja realizado com base na legislação e seguindo orientação dos textos técnicos das empresas do ramo. Essas regras devem ser aplicadas em todos os locais com piscina, independente da sua característica.

Marcos Cyrillo, infectologista: exames periódicos são  essenciais

ANAPP – Uma piscina com água tratada adequadamente, com concentração de residual de cloro entre 1 e 3 ppm, pode ser considerada imune ao coronavírus?

MC – Sim, pois o coronavírus é um vírus envelopado. Não é resistente aos desinfetantes clorados. Dessa forma, a utilização correta destes compostos tem a capacidade de eliminá-lo do meio ambiente.

Fonte: Revista ANAPP Edição 150

Atenção com os raios!

Embora sejam raros os acidentes, especialistas recomendam ao banhista sair da piscina e procurar abrigo em um imóvel ou dentro de um carro fechado

Os estados de Minas Gerais e Espírito Santo sofreram com o grande volume de chuva em janeiro. Cenas de alagamentos nos centros urbanos, córregos transbordando e deslizamentos de terra chocaram o País. Junto com a tempestade, a população se assusta também com relâmpagos, raios e trovões. O Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), explica a diferença entre os fenômenos. Relâmpagos são as descargas elétricas que ocorrem entre nuvens de tempestades. Os raios são descargas que, saindo da nuvem, atingem o solo. Apesar do barulho, o trovão – som produzido pelo rápido aquecimento e expansão do ar na região da atmosfera onde a corrente elétrica do raio circula é considerado inofensivo. Mas o deslocamento de ar é capaz de derrubar uma pessoa, caso esteja muito perto do local de incidência, podendo causar até a morte.

O ELAT disponibiliza uma cartilha detalhando os procedimentos para se proteger contra os raios. De acordo com a publicação, a possibilidade de uma pessoa morrer atingida por um raio é de 0,8 por 1 milhão de habitantes por ano no Brasil. Mas a probabilidade pode ser maior – da ordem de um para mil – dependendo de onde ela está e do que está fazendo durante a tempestade. Quando o assunto é piscina, o fundador e diretor médico da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), David Szpilman, afirma que a maior preocupação é com os raios. Ele argumenta que a pessoa dentro da água é o ponto mais alto e, assim, mais vulnerável aos raios. Embora sejam raros os casos de mortes por descarga elétrica, ninguém está 100% seguro, alerta o médico. “A nossa orientação é: assim que a pessoa visualizar o relâmpago e ouvir o barulho do trovão, que saia imediatamente da piscina”. O ELAT/INPE (veja quadro) sugere que a pessoa não fique parada na beira da piscina ao ar livre e procure abrigo dentro de casa ou em um carro não conversível. Segundo o INPE, as mortes, em geral, são provocadas por descargas indiretas, que vem, por exemplo, pelo chão. As descargas também provocam incêndios ou queda de linhas de energia, o que pode atingir uma pessoa.

David Szpilman aborda as piscinas ao ar livre em residências e prédios, com para-raios, e as piscinas cobertas. No caso das cobertas, ele e o físico Wado Del Cima produziram um boletim em que analisam as estruturas metálicas presentes na cobertura e entorno da piscina. Segundo o texto, a cobertura da piscina feita de alumínio, estrutura metálica, concreto, tijolos e ferragens (ou a combinação destes) funciona como uma “Gaiola de Faraday” (blindagem elétrica), dando proteção elétrica. Entretanto, no caso específico da piscina coberta, David Szpilman diz que a água pode conduzir a descarga elétrica e, através das tubulações no seu entorno, atingir uma pessoa. “Não há no momento registro desse tipo de caso, mas a revocadas por descargas indiretas, que vem, por exemplo, pelo chão. As descargas também provocam incêndios ou queda de linhas de energia, o que pode atingir uma pessoa. David Szpilman aborda as piscinas ao ar livre em residências e prédios, com para raios, e as piscinas cobertas. No caso das cobertas, ele e o físico Wado Del Cima produziram um boletim em que analisam as estruturas metálicas presentes na cobertura e entorno da piscina. Segundo o texto, a cobertura da piscina feita de alumínio, estrutura metálica, concreto, tijolos e ferragens (ou a combinação destes) funciona como uma “Gaiola de Faraday” (blindagem elétrica), dando proteção elétrica. Entretanto, no caso específico da piscina coberta, David Szpilman diz que a água pode conduzir a descarga elétrica e, através das tubulações no seu entorno, atingir uma pessoa. “Não há no momento registro desse tipo de caso, mas a recomendação é prudência, porque não são feitos testes dos materiais (de composição diferente), portanto, não existe segurança total”, reforça o fundador da Sobrasa.

 

Fonte: Revista ANAPP Edição 149

CUIDADOS AO USAR PRODUTOS QUÍMICOS , FIQUE ATENTO.

O manuseio correto do produto é essencial para a segurança dos operadores e a qualidade da água da piscina.

MANUSEIO:

  • Leia as instruções do rótulo com cuidado;
  • Não misture os produtos, aplique um produto de cada vez e respeite o intervalo entre as aplicações;
  • Use somente produtos específicos para a água da piscina;
  • Manuseie os produtos em local seco e arejado, use luvas, se necessário óculos e máscara;
  • Certifique-se de que os produtos estão bem fechados após o uso;
  • Não utilize recipientes de produtos químicos antigos ou dosadores de outros produtos;
  • Adicione o produto na água e nunca o contrário.
  • Não adicione os produtos diretamente no skimmer. Se as instruções sugerem diluição em água, em primeiro lugar, use uma embalagem plástica e limpa, com água da piscina, em seguida, adicione o produto á água. Leia as instruções!
  • Sempre utilize um balde e um dosador limpo, designados apenas para o produto químico;

TRANSPORTE:

  • Organize os produtos de forma segura, de modo que os produtos não se movam;
  • Separe os produtos químicos incompatíveis, oxidantes e ácidos;
  • Não carregue embalagens danificadas;
  • Não mantenha os produtos por muito tempo no veículo;

ARMAZENAGEM:

  • Na armazenagem, mantenha os produtos separados uns dos outros. Jamais misture produtos químicos. Reações violentas podem ocorrer, como: combustão, desprendimento de gás;
  • Mantenha os produtos químicos em local coberto, fresco, seco e bem ventilado, com a entrada bloqueada, para evitar entradas indevidas;
  • Não fume no momento do manuseio;
  • Mantenha os produtos fora do alcance de crianças e animais de estimação;
  • Não empilhe recipientes de produtos químicos e nunca armazene próximo a outros inflamáveis;

Analise a água de piscina regularmente com o auxílio de testes precisos.

Como regra geral, quanto maior a frequência, mais vezes você deve analisar a água.

O manuseio correto do produto é essencial para a segurança dos operadores e a qualidade da água da piscina.

Fonte: Blog HidroAll

MITOS SOBRE O CLORO, SUPERESTABILIZAÇÃO.

 

Denomina-se superestabilização a presença em excesso do ácido cianúrico, o excesso pode impedir a ação do ácido hipocloroso (cloro residual livre) sobre os micro-organismos.

Os derivados clorados orgânicos (dicloroisocianurato de sódio e ácido tricloroisocianúrico) quando utilizados no processo de desinfecção tem menor probabilidade de formação do ácido cianúrico na solução aquosa se comparados com o uso de derivados clorados inorgânicos (cloro gás, hipoclorito de sódio, hipoclorito de cálcio), quando utilizados simultaneamente com a dosagem de ácido cinaúrico (puro).

O ácido cianúrico gerado pelos derivados clorados orgânicos, em função do pH, estarão na forma de íons (partículas carregadas) e para que ocorra a superestabilização é necessário que o ácido cinaúrico esteja em forma não dissociada. Na faixa de pH próximo da neutralidade de 7,2 a 7,6 vamos encontrar em torno de 99,7 a 99,8% o ácido cianúrico na forma dissociada (cianurato) o que impossibilita o processo de superestabilização.

Porcentagem de ácido cinaúrico e cianurato em relação ao pH
pH Ácido Cianúrico (%) Cianurato (%)
0,74 99,99 0,01
2,74 99 1
3,47 95 5
3,79 90 10
3,84 80 20
4,38 70 30
4,57 60 40
4,74 50 50
4,92 40 60
5,11 30 70
5,35 20 80
5,7 10 90
6,02 5 95
6,74 1 99
7,26 0,3 99,7
7,44 0,2 99,8
8,74 0,1 99,99

Os cloros orgânicos, por sua estrutura química são vinculados à presença de ácido cianúrico. Mas, deve ser ressaltado que o dicloroisocianurato de sódio no seu processo de dissociação na água leva a formação do cianurato de sódio e não na formação de ácido cianúrico.

As informações apresentadas mostram que o processo de superestabilização só é possível em pH muito baixo, inferior a 4,74;

Referência:

Piscinas Água & Tratamento & Química – Jorge Antônio Barros de Macêdo

Fonte: Blog HidroAll

Promoção para Construção de Piscina

REGULAMENTO

Promoção Emporium Piscinas
1.DADOS DAS EMPRESAS:
1.1. EMPORIUM PISCINAS EIRELI ME, CNPJ 19.440.717/0001-82, situada na Quadra 206 Sul, Av. LO 05, lote 09, sala 01, Palmas To, CEP 77.020-504 denominada, adiante, apenas, como Promotora.
2.MODALIDADE DA OPERAÇÃO:
2.1.Assemelhada a Vale-Brinde.
3.ÁREA DE EXECUÇÃO DA PROMOÇÃO:
3.1.Em todo o Estado do Tocantins.
4.PRAZO DE EXECUÇÃO:
4.1. Período da Promoção: 19/10/2018 até às 20h00min (horário de Brasília) do dia 10/11/2018.
5.DESCRIÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DOS BRINDES:
Quantidade de BRINDES: ILIMITADA – para cada contrato fechado o cliente receberá seu brinde escolhido.
Descrição dos BRINDES: Cliente poderá optar entre: 01 Sistema de tratamento de Ozônio PANOZON ou 01 Cascata Laminar em Inox de 60 cm com led monocromático azul.
5.1. O Brinde será instalado na piscina comprada, de acordo com o cronograma de execução da obra. Não poderá ser instalado em outra piscina, ou em momento inoportuno e/ou não autorizado pela engenharia da empresa.
6.PRODUTOS OBJETO DA PROMOÇÃO:
6.1.Serão promovidos os seguintes produtos: Contrato de Construção de Piscina – Completa ( podendo ser incluso, a critério do cliente, a mão de obra de assentamento de acabamentos.)
6.2.Conforme determina o artigo 10, do Decreto nº 70.951/72, não participam da Promoção medicamentos, armas e munições, fogos de artifício ou de estampido, bebidas alcoólicas, fumo e seus derivados.
7.MECÂNICA PROMOCIONAL:
7.1. A Promoção é válida para consumidores pessoas físicas ou jurídica, maiores de 18 (dezoito) anos, portadores de CPF/CNPJ, observando a área de execução da Promoção especificada no item 3.1, que preencherem os requisitos descritos no presente Regulamento.
7.2.Para participar da Promoção, o consumidor deverá assinar o contrato de construção de uma piscina completa, e pagar o valor referente a entrada estipulado individualmente conforme condições comerciais acordadas.
7.2.1 O contrato poderá ser assinado e a parte financeira pactuada para início de obras imediatos ou programados.
7.2.2 Contratos de início imediatos deverão e estarão condicionados ao cronograma de obras da empresa, para que haja o bom andamento e atendimento de todos os clientes abraçados pela promoção.
7.2.3 Contratos com início programados deverão observar o prazo máximo de início em até 06 meses da data da assinatura do contrato.
7.3 O participante deverá preencher completamente o contrato de prestação de serviços e concordar expressamente, através do campo “Li e concordo com os termos do regulamento” desta promoção, com todos os termos e condições deste Regulamento para, assim, concluir sua aquisição.
7.4. Não será limitado a quantidade de contratos, por consumidor, durante todo o período de participação da Promoção. Desde que todos os contratos obedeçam ao item 7.2 deste regulamento.
7.5 Serão válidas os contratos assinados das 0h00min (horário de Brasília) do dia 19/10/2018 até às 20h00min (horário de Brasília) do dia 10/11/2018.
7.6 O simples ato da solicitação de orçamento ou contratos que não retornaram assinados para a empresa dentro do prazo estipulados não dão direito ao brinde desta promoção.
7.8 A distribuição dos brindes descrita no item 5 deste Regulamento, fica limitada ao período de participação da Promoção.
8.DIVULGAÇÃO:
8.1.A Promoção será divulgada por meio de materiais disponíveis na loja física, mídias digitais, redes sociais da marca e no site da empresa Promotora no endereço eletrônico www.emporiumpiscinas.com.br , bem como em outros meios, a exclusivo critério da Promotora.
8.3 A Promotora disponibilizará o Regulamento completo da Promoção no site www.emporiumpiscinas.com.br.
8.4 Em caso de dúvida, haverá à disposição dos interessados, o e-mail contato@emporiumpiscinas.com.br.
8.5 As dúvidas e controvérsias originadas de reclamações dos participantes da Promoção deverão ser dirimidas pela Promotora e, posteriormente, em caso de não solução pela reclamação diretamente aos órgãos integrantes do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor.
8.6Considerando que a Internet será o principal veículo de comunicação utilizado na divulgação da Promoção, a Promotora declara que todas as informações relacionadas a esta Promoção constarão disponíveis no site www.emporiumpiscinas.com.br ; na página do Facebook https://www.facebook.com/EmporiumPiscinas/ e ainda pelo Instagran @emporiumpiscinas.
9.EXIBIÇÃO DOS BRINDES:
9.1. Os BRINDES estarão expostos por meio de fotos meramente no site www.emporiumpiscinas.com.br ; na página do Facebook https://www.facebook.com/EmporiumPiscinas/ e ainda pelo Intagran @emporiumpiscinas.
10.ENTREGA DOS BRINDES
10.1.Os brindes são pessoais, intransferíveis e serão entregues, livres e desembaraçados de quaisquer ônus, em conjunto com a construção da piscina contratada, desde que atendidos todos os requisitos apresentados neste Regulamento.
10.2 Os prêmios não poderão ser distribuídos ou convertidos, total ou parcialmente, em dinheiro, de acordo com o art. 15, § 5° do Decreto n° 70.951/72.
10.3 A responsabilidade da Promotora perante os participantes contemplados não encerra-se no momento da entrega do brinde, tendo assim as garantias conforme contrato assinado.
10.4 Os brindes a serem entregues destinam-se aos participantes contemplados e serão entregues em seu nome, sendo vedada sua transferência.
10.5 Na eventualidade do participante ganhador vir a falecer, o brinde será entregue ao respectivo espólio, na pessoa do seu inventariante, o qual assumirá todos os itens dispostos em contrato, inclusive as negociações financeiras.
11.CESSÃO DE DIREITOS:
11.1.Os participantes contemplados concordam em ceder, neste ato, os direitos de uso de sua imagem e som de voz, sem qualquer ônus para a Promotora, para uso exclusivo na divulgação desta Promoção, pelo período de 12 (doze) meses após seu término.
11.2. A autorização descrita no item 11.1 anterior, exclusiva para este fim, não significa, nem implica ou resulta em obrigatoriedade de divulgação, sendo esta facultativa à Promotora.
11.3.Todas as publicações realizadas, pela Promotora, durante e até 12 (doze) meses após o término da Promoção, não serão excluídas ou retiradas de circulação, não cabendo qualquer responsabilidade à Promotora em relação à publicações realizadas por terceiros em qualquer período.
12.DESCLASSIFICAÇÃO:
12.1. Estarão desclassificados os participantes que não obedecerem aos prazos estipulados neste regulamento, e às cláusulas existentes no contrato firmado.
13.NÃO PODERÃO PARTICIPAR DA PROMOÇÃO:
13.1.Não poderão participar da Promoção os prepostos com função de gestão, sócios, diretores, executivos e empregados de empresas ou de qualquer empresa envolvida em qualquer aspecto da gestão da Promoção.
13.2.Tal verificação será realizada por meio de consulta a um banco de dados, gerado à véspera do início da Promoção.
14.DESCLASSIFICAÇÕES GERAIS:
14.1.A Promotora não se responsabilizará por eventuais prejuízos que os participantes possam ter, oriundos da participação na Promoção, da aceitação do brinde, ou ainda, de situações que estejam fora do controle da Promotora, contanto que não fique demonstrada a responsabilidade das empresas. Em caráter meramente exemplificativo, citam-se as seguintes situações:
14.1.1 Por qualquer impedimento do participante em se conectar à internet, não garantindo o acesso ininterrupto ou livre de erros à internet e ao envio do contrato assinado.
14.1.2 Pelas contratos que não forem enviados por problemas na transmissão de dados no servidor, em provedores de acessos dos usuários ou ainda por falta de energia elétrica, sem exclusão das demais situações decorrentes de caso fortuito ou força maior.
14.1.3 Oscilações, interrupções, falhas de transmissão dos serviços de internet.
14.2. Cabe à Promotora dar cumprimento a todas as obrigações que lhe forem auferidas por este Regulamento.
14.3 A participação na promoção implicará na aceitação total e irrestrita de todos os itens deste Regulamento.
14.4 Fica, desde já, eleito o foro da Comarca do domicílio do participante para solução de quaisquer questões referentes à presente Promoção.

PISCINA MAIS SEGURA, DIVERSÃO SAUDÁVEL!

A Sociedade Brasiliera de Salvamento Aquático destaca algumas medidas que podem evitar acidentes envolvendo crianças em piscinas residenciais:

– Brinque na água e ensine a criança a boiar a partir dos 6 meses de idade, aulas de natação a partir dos 2 anos. Não deixe seu filho sozinho na piscina ainda que ele saiba nadar.
– Se precisar afastar-se da piscina para atender um telefone, campanhia ou mesmo pegar uma toalha, leve sempre seu filho com você.
– Incentive o uso de coletes salva-vidas para crianças menores e pessoas sem conhecimento de natação. Evite o uso de bóias de braço, pranchas, pneus e bolas, elas transmitem falsa impressão de segurança.
– Evite brinquedos próximos à piscina, isso atrai muito as crianças e aumenta o risco.
– O acesso deve ser restrito, mantenha a piscina isolada das crianças com uso de cerca ou grade transparente e use um portão que tenha uma tranca automática a uma altura que seu filho não possa abrir sozinho.
– Tenha um sistema anti-aspiração de cabelo e corpo, e sempre que utilizar a piscina, mantenha a bomba desligada.
Aos adultos:

– Não permita mergulhos de cabeça em locais rasos.

– Evite ingerir bebidas alcoólicas e alimentos pesados antes do banho de piscina.

– Não permita competições de prender a respiração embaixo da água.

– Lembre-se de contratar um guarda-vidas se você for fazer uma festa com piscina em sua casa.

Fonte: SOBRASA

(Matéria retirada do Blog da Hidroall)

Piscinas de borda infinita – processo de construção

Não tem quem não fique intrigado e admirado com a beleza de uma piscina infinita. Por isto, geralmente vêm à mente, como ela é feita e por que deste efeito tão encantador? A maior parte da bela aparência causada por uma piscina infinita está diretamente relacionada com a sua localização, ou seja, a vista e o meio ambiente. A “continuidade” da piscina pode ser uma variedade de coisas, desde o horizonte, o mar ou o rio. Este tipo de piscina funciona muito bem em locais mais elevados (como no caso de um prédio), o que confere à piscina infinita o efeito de estar suspensa. No caso de locais mais planos, será fundamental criar um cenário de fundo atrativo para a piscina infinita.

Apesar da ilusão criada por uma piscina infinita possa parecer que este tipo de piscina tem apenas três paredes, a verdade é que isso não é correto. A quarta parede, que parece não existir, está de fato erguida abaixo do nível de água, o que permite o escoamento da água num efeito tipo-cascata sobre essa borda. Do outro lado dessa parede “invisível” terá de existir um reservatório que acumula a água e a coloca de novo a circular dentro da piscina, a escolha da bomba correta para dar o efeito cascata é muito importante.

Que tal fazermos um projeto 3d e construir uma dessas no seu ambiente ? Fale com a Emporium Piscinas!!

 

Fonte: http://bordadepiscina.com.br/